• Recentes: LIBOLO SOMA E SEGUE NO ESTÁGIO EM BENGUELA.
  • Recentes: VITÓRIA NO 2º JOGO AMISTOSO EM BENGUELA
  • Recentes: DEFESA CENTRAL BRASILEIRO " DONATO " REFORÇA O LIBOLO.
 

Actualidade em Destaque

 

 

MAGRÃO VIRA DESTAQUE NA IMPRENSA BRASILEIRA

FOI ENTREVISTADO POR UM ÓRGÃO DE COMUNICAÇÃO BRASILEIRO.

MAGRÃO VIRA DESTAQUE NA IMPRENSA BRASILEIRA.

A boa campanha que o avançado teve ao serviço da nossa equipa teve visibilidade além fronteira. Recentemente, o melhor artilheiro da 2ª volta e 2º do campeonato ( com 14 golos e 13 jogos) concedeu uma entrevista a um órgão de comunicação brasileiro, na qual passamos na íntegra:


BRASILEIRO É DESTAQUE EM ANGOLA

O sorriso angolano que motivou Magrão a virar artilheiro em poucos meses na África.


A maior ligação entre Brasil e Angola, talvez, seja a língua. Música e literatura também parecem tentar ligar dois países com seus problemas, mas onde a alegria reina, independentemente da situação socio-econômica. O sorriso do povo angolano motivou Magrão, que faz o Brasil aparecer na África também sob o disfarce de gols. 

Aos 33 anos, o atacante tinha dedicado uma carreira quase toda ao futebol do interior paulista. Gols nunca faltaram. Magrão já havia marcado nove vezes em dez jogos pelo Sertãozinho na segunda divisão paulista quando uma proposta de Angola o fez repensar a carreira. 

"Aceitei esse desafio de ir para a Angola pela experiência que tive no Catar, onde fiz uma temporada boa (entre 2015 e 2016), com 21 gols em 16 jogos. Foi uma experiência incrível, então, quando me veio essa proposta da Angola, por mais que fosse só por três meses, aceitei o desafio". 

Magrão não demorou a se adaptar no novo país, o primeiro da África em sua carreira, o segundo fora do Brasil. "Até porque falamos o mesmo idioma, isso facilita muito a comunicação. O futebol, como em qualquer país, tem suas peculiaridades, e lá não poderia ser diferente. Acredito que minha adaptação foi muito rápida". 

O atacante brinca com algumas peculiaridades no idioma local, que difere do português falado no Brasil em algumas expressões. "Por exemplo, ovo é bitoca (risos). Acaba sendo engraçado", brinca. 

Mas o que mais chamou a atenção de Magrão foi uma característica que pode muito bem aproximar os dois países: a alegria. Mesmo com todas as dificuldades, o povo angolano sorri com frequência.

"É muito contagiante. Contagia pelo simples motivo que, mesmo com toda a crise política e econômica que o país vem enfrentando esses últimos tempos, eles reagem a tudo isso com alegria. A gente acaba refletindo: 'Como podemos ser tão ingratos reclamando tanto se fazemos tão pouco?' O futebol acaba nos proporcionando experiências como essas. Só quem vive, sabe". 

Contagiado pela alegria no país, Magrão marcou 14 gols em 13 jogos nos primeiros três meses em que lá atuou. "Foram três meses de muita alegria, aprendizado, muitos gols. Que venha a próxima temporada!".

O atacante já se acertou para seguir no Recreativo Libolo por mais um ano, projetando lutar pela artilharia do campeonato local. Na última temporada, mesmo jogando só três meses, Magrão foi o vice-artilheiro, ficando atrás só de outro brasileiro, Tiago Azulão. 

"Eu renovei com eles mais uma temporada. Para ser bem sincero, espero ser o melhor goleador do Girabola (como é conhecido o Campeonato Angolano) e, com isso, ajudar o Recreativo Libolo a brigar pelo título. Desculpa a sinceridade, mas todo centroavante quer fazer muitos gols (risos). 

Com um sorriso no rosto, Magrão seguirá escrevendo sua história no futebol angolano. De gol em gol, vai conquistando seu espaço. "Quanto mais você luta, mais aprende a ser humilde". Lutar com um sorriso no rosto é um dom para poucos. 

 

 

Subscreva a nossa Newsletter